Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Psicologia Educacional

Curso

Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

100 | 37

Código

ULHT657-2705

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Identidade da PE no quadro da Psicologia e das Ciências da Educação:
(i) emergência histórica e perspetivas atuais;
(ii) contribuições da PE na compreensão e ação nas situações educativas e papel do psicólogo educacional na escola.
2. Educação e desenvolvimento humano:
(i) conceitos e perspetivas;
(ii) currículo e desenvolvimento humano o papel mediador do professor e dos pares.
3. A relação professor aluno na turma:
(i) determinantes da relação educativa;
(ii) clima e gestão da aula;
(iii) regulação produtiva dos conflitos;
(iv) indisciplina e violência: prevenção e resposta.
4. Motivação e aprendizagem:
(i) teorias atuais da motivação e da aprendizagem;
(ii) fatores facilitadores da motivação e da aprendizagem;
(iii) estratégias motivacionais para a educação física.
5. Envolvimento parental e escolarização dos filhos:
(i) modelos explicativos;
(ii) práticas educativas;
(iii) comunicação escola família.

Objetivos

Espera-se que os alunos sejam capazes de:
(a)compreender a especificidade do estatuto da PE
(b)valorizar e mobilizar contribuições da PE na compreensão das situações educativas e no desempenho do seu papel
(c)compreender o papel do psicólogo educacional e com ele cooperar,
(d)compreender a natureza da relação entre processos educativos e desenvolvimento psicológico,
(e)mobilizar na ação educativa situações sociais protetoras da aprendizagem e do desenvolvimento,
(f)compreender a dinâmica da turma e de aí agir crítica e reflexivamente,
(g)identificar condições favoráveis e obstáculos à regulação da turma e de agir favorecendo a sua cooperação, coesão e eficácia,
(h)conhecer e mobilizar estratégias adequadas às aprendizagens,
(i)potenciar o fortalecimento da motivação dos estudantes para a aprendizagem,
(j)mobilizar as famílias para o apoio à escolaridade dos filhos,
(k)identificar as barreiras à comunicação produtiva escola e famílias e as estratégias que a facilitam.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Analisar e refletir sobre tópicos desenvolvidos pela Psicologia Educacional com interesse para a compreensão do aluno e das suas inter-relações na sala de aula, no grupo e na comunidade.
- Conhecer a natureza dos mecanismos e processos básicos, cognitivos e motivacionais, que interferem na aprendizagem quer numa perspectiva de desenvolvimento pessoal e social, quer de aprendizagem escolar.
- Ser capaz de apresentar com clareza e rigor científico, oralmente ou por escrito, o resultado do seu trabalho.
- Ser capaz de simular, de acordo com um determinado modelo teórico, a sua intervenção em contextos escolares.
- Ser capaz de levantar questões, transformá-las em objecto de pesquisa, e encontrar respostas dentro dos quadros teóricos estudados ou através da observação e recolha de dados.

Metodologias de ensino e avaliação

As aulas são de natureza teórico-prática. O seu desenvolvimento assenta privilegiadamente no recurso equilibrado à exposição, à leitura e análise de literatura relevante, à reflexão e debate sustentados, à análise crítica de casos e práticas de intervenção. Para o efeito incentiva- se a participação dos alunos em dinâmicas de sala e também o seu trabalho autónomo, individual e em grupo.
Na avaliação tem-se em conta a participação na aula e a apresentação de trabalhos solicitados ao longo do curso (40%) e frequência (60%).

Bibliografia principal

Carita, A ., & Fernandes, G. (2012). Indisciplina na sala de aula. Lis: Presença (4ª ed.).
Coll, C., et al. ( 1996). Desenvolvimento psi. e educação, vol. 2. Psi. da Educação. P A : A M.
Hagger, M . S., et al. (2009). Teacher, peer, and parent autonomy support in physical education and leisure-time physical activity: A transcontextual model of motivation in four cultures. Psy. and Health, 24, 689-711.
Pereira, B. Mendonça,. et al. ( 2004). Bullying in portuguese schools. School Psy. International,25 (2), 241-254.
Perrenoud, P. (2001). Entre a família e a escola, a criança mensageira e mensagem. In Montandon & Perrenoud ( Eds.), Entre pais e professores, um diálogo impossível? (pp 29-56). Oeiras: Celta.
Weare, K. (2014). Evidence for Mindfulness: Impacts on the Wellbeing and Performance of School Staff. https://mindfulnessinschools.org/wp-content/uploads/2014/10/Evidence-for-Mindfulness-Impact-on-school-staff.pdf