Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Exercício, Nutrição, Obesidade e Doenças Metabólicas

Curso

Exercício e Bem-Estar

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 7

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

154 | 28

Código

ULHT792-1-10898

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. Princípios de Metabolismo
1.1. Macronutrientes
1.2. Metabolismo pós-prandial
1.3. Digestão, transporte e armazenamento de substratos energéticos
1.4. Regulações hormonais
2. Obesidade
2.1. Etiologia
2.2. Custos associados
2.3. Disfunções metabólicas
3. Síndrome metabólica
3.1. Hipertensão
3.2. Hiperlipidémia
3.3. Hipercolesterolémia
3.4. Resistência à insulina
4. Efeitos do exercício físico na Síndrome Metabólica

Objetivos

1. Compreensão, domínio e identificação de conceitos do metabolismo humano.
2. Análise e interpretação dos fenómenos fisiológicos da gestão de substratos energéticos.
3. Compreensão das disfunções metabólicas e riscos associados para a saúde.
4. Diagnóstico e intervenção para a prevenção e gestão da síndrome metabólica via realização de exercício físico.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Os alunos deverão compreender e aplicar à prática profissional conhecimentos sobre desenvolvimento de problemas metabólicos. Este conhecimento dará a capacidade de entender os fenómenos biológicos onde se iniciam e consolidam acções de desregulação metabólica, tal como o desenvolvimento de fatores de risco de doença cardiovascular e de resistência à insulina que conduz à diabetes tipo 2. Com esse conhecimento e capacidades, o aluno deve adquirir competências para, através da concepção e implementação de um programa de exercício físico, combater estes problemas, e aumentar a saúde, aptidão física e saúde geral dos seus utentes.

Metodologias de ensino e avaliação

1) Avaliação Contínua. Apresentação trabalho escrito de um problema, revisão de literatura científica, e considerações finais mais defesa oral do trabalho. A ponderação da nota final é de 50% trabalho e 50% para defesa.
2) Exame 1ª Época. Toda a matéria, exame modelo Americano e perguntas de desenvolvimento. Grupo A, desconta uma resposta correta por cada duas erradas. Grupo B desconta uma resposta correta por cada três erradas. Grupo C com perguntas de desenvolvimento com temas abordados durante o curso. A ponderação é de catorze (14) valores para o Grupo A e B, valor dividido pelo número de perguntas nesses dois grupos. Três (3) valores para cada uma das perguntas.
2.1) Os alunos na 1ª Época que tenham notas finais entre nove (9) e doze (12) valores terão de defender a nota em exame oral.
3) Os alunos sem aproveitamento na Avaliação Contínua, e/ou na 1ª Época, terão a 2ª Época de exame nos mesmos moldes que 2), mas sem defesa da nota em exame oral.

Bibliografia principal

Hargreaves, M., e Spriet, L. (2006). Exercise Metabolism - 2a Edição. Human Kinetics ed. USA
Hue, L., e Taegtmeyer, H. (2009). The Randle cycle revisited: a new head for an old hat. American Journal of Physiology Endocrinology and Metabolism. 297: E578-E591.
Silvestre, R. (2008). O argumento para a inclusão de uma dieta com baixos valores de hidratos de carbono no tratamento e prevenção da síndrome metabólica. Revista Portuguesa de Endocrinologia, Diabetes e Metabolismo,
3:59-72.
Hayashi, T., Wojtaszewski, J.F., e Goodyear, L.J. (1997). Exercise regulation of glucose transport in skeletal muscle. American Journal of Physiology. 273: E1039-E1051
Kiens, B. (2006). Skeletal muscle lipid metabolism in exercise and insulin resistance. Physiology Review. 86: 205-243.