Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Mestrado em Gerontologia Social

Instituto de Serviço Social

Razões para frequentar este curso

  • É uma formação avançada sobre o envelhecimento social, biológico e psicológico na sociedade atual, os seus impactos e estratégias de intervenção exigíveis.
  • É uma contribuição para o desenvolvimento pessoal.
  • É uma base de conhecimentos especializados quer quanto às matrizes teóricas do envelhecimento que quanto às estratégias investigativas e de intervenção na área da gerontologia social.
  • É uma possibilidade para a realização/aperfeiçoamento de projetos de pesquisa, intervenção ou avaliação de serviços em instituições relevantes.
  • É uma oportunidade de acesso a funções de elevada qualificação.

Despacho do curso

Despacho n.º 26363/2009, de 3 de dezembro, alterado pelo Despacho nº 15899/2012 de 12 de dezembro

Estado de acreditação pela A3ES

Acreditado

Data da publicação

10/07/2012

Deliberação da A3ES

Grau ou Diploma conferido | Duração | ECTS

Mestre |4 Semestres |120 ECTS

Direção do Curso

Prof.ª Doutora Aida Ferreira

Secretariado

Sandra Guedes Abrantes

Condições de Ingresso

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) titulares de grau de licenciado ou equivalente legal;
b) titulares de um grau académico estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do processo de Bolonha por um Estado aderente a esse processo;
c) titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo órgão estatutariamente competente;
d) detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo órgão estatutariamente competente da ULHT como atestando capacidade para realizar este ciclo de estudos.

Requisitos de Graduação

Ter concluído um total de 120 ECTS

Objetivos

- Promover e desenvolver o conhecimento na área da Gerontologia Social, através da investigação qualificada;
- Contribuir para a formação de quadros especializados com competência para desempenhar funções de planeamento, administração, e coordenação de políticas sociais e projetos de intervenção, bem como de dinamização de projetos de investigação e para a docência nesta área específica;
- Refletir sobre os determinantes do envelhecimento ativo nas dimensões bio-psicosociais e espirítuais;
- Incrementar a promoção da saúde, a prevenção e a reabilitação de doenças e de incapacidades, para um envelhecimento saudável, com vista a uma maior qualidade de vida;
- Promover a qualificação de profissionais de diferentes áreas, em equipas multidisciplinares para um atendimento de cuidados esporádicos e/ou continuados, eficientes e humanizados, aos idosos às famílias e às instituições;
- Situar as dimensões dos direitos humanos e da ética na intervenção em gerontologia.

Destinatários

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) Titulares de grau de licenciado ou equivalente legal, nacional ou estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do processo de Bolonha.
b) Titulares de um grau académico superior nacional ou estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo órgão estatutário do mestrado.
c) Detentores de currículo escolar, científico ou profissional, pré Bolonha, reconhecido pelo órgão estatutário do mestrado, num total de 80 créditos, com equivalências a Unidades Curriculares.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Os objetivos visam desenvolver competências:
- no domínio da aquisição teórica e conceptual;
- na dimensão investigativa, tendo em conta a produção de conhecimento que alimente e reforce a relação teoria/prática;
- de análise das políticas sociais, de saúde e jurídicas, e da sua operacionalização nos contextos concretos de vida das pessoas idosas;
- na intervenção gerontológica específica: conceção, coordenação, implementação e avaliação de programas, projetos e unidades de bem-estar para a população longeva;
- de relação - comunicação interpessoal e trabalho em equipas interdisciplinares.
Do programa curricular fazem parte unidades de caráter privilegiadamente teórico e outras de componentes mais operativas. As primeiras contemplam aquisição do conhecimento das matrizes teóricas sobre o envelhecimento e a velhice nas sociedades contemporâneas, bem como as dimensões biológicas, psicológicas e sociais do processo de envelhecimento.
As segundas, procuram desenvolver as estratégias investigativas e de intervenção nas dimensões teóricometodológicas, técnico-operativas e ético-políticas na área da Gerontologia Social. Nestas ainda, se situam algumas onde a dimensão prática adquire maior expressão no contacto direto com experiências no terreno e participação de especialistas convidados em sala de aula ou workshop's/seminários organizados.
O controle do desenvolvimento dos objetivos e da aquisição de competências desenvolve-se através de:
- avaliação formal segundo os parâmetros definidos em cada uma das UC, tendo em conta as características próprias e as competências que visam desenvolver;
- participação activa nas ações empreendidas no âmbito do NAEG e do Centro de Pesquisa e Estudos Sociais (CPES);
- capacidade de desenvolvimento do projeto individual do mestrando quer este se situe na estrita dimensão da investigação ou na produção de projetos de intervenção, implementação e avaliação de serviços e respostas gerontológicas inovadoras e a sua conclusão.

Equipamentos e Instalações

O Ciclo de estudo dispõe das seguintes instalações de apoio às atividades letivas: Centro de Trabalho Tecnológico, Biblioteca e Salas de Estudos.
Todas as nossas salas estão igualmente equipadas com: Videoprojetor portátil, PC/Netbook portátil e retroprojetor.

Estudos Futuros

O grau de Mestre permite a candidatura a estudos pós-graduados, nomeadamente Doutoramentos.

Saídas Profissionais

Entidades e Organismos públicos ou privados - Autarquias, IPSS, Lares, Empresas

Investigação

O plano de estudos está configurado de forma a integrar os estudantes nos processos de investigação, através de UC´s especificamente concebidas para o efeito.
Os estudantes têm possibilidade de se integrarem no Centro de Pesquisa e Estudos Sociais (CPES) e respectivas linhas de investigação e grupos de trabalho, iniciando desta forma uma cultura de investigação.

Observações

Horário:
Funciona às 6ª Feiras entre as 18h e as 22h e aos sábados das 9h às 13h

Áreas Científicas

Trabalho social e orientação | Sociologia e outros estudos | Saúde¿programas não classificados noutra área

Plano de Estudos

Despacho n.º 26363/2009, de 3 de dezembro, alterado pelo Despacho nº 15899/2012 de 12 de dezembro
1.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Biofisiologia do Envelhecimento1º Semestre6
Métodos Avançados de Pesquisa1º Semestre6
Opção I1º Semestre6
Seminário Temático I (Reflexões e Desafios Teóricos Contemporâneos)1º Semestre6
Seminário Temático II (Bem-Estar Social, Cidadania e Políticas Sociais)1º Semestre6
Envelhecimento e Qualidade de Vida2º Semestre6
Opção II2º Semestre6
Projeto2º Semestre6
Seminário Temático III (Ética e Deontologia)2º Semestre6
Teorias Gerontológicas2º Semestre6
2.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Dissertação / Trabalho de Projeto / Relatório de EstágioAnual45
Seminário de Intervenção Gerontológica1º Semestre5
Seminário de Investigação1º Semestre10

Valores

Titulares de curso superior 120 €
Alunos externos 0 €
Antecipa-te 0 €
Titulares de curso superior (Grupo Lusófona) 0 €
Matrícula e Inscrição175 €
Seguro Escolar40 €
Valor médio mensal para 30 ECTS para disciplinas semestrais 224,1 €
Valor por ECTS 7,47 €