Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Dissertação

Curso

Serviço Social e Política Social

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Anual | 60

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

2 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

162 | 20

Código

ULHT464-3157

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

Desenvolvimento e aprofundamento das seguintes dimensões:
1-Aprofundamento da investigação em Ciências Sociais e Humanas, Serviço Social, Gestão e Organizações Sociais.
2- Percepção das particularidades da investigação no quadro duma transversalidade de saberes que se situam na convergência dos temas de Dissertação, Estágio ou Projeto de Intervenção.
3-Desenvolvimento do processo científico teórico e empírico. Definição dos modelos de investigação, da matriz teórica e dos instrumentos de levantamento de dados.
4-Planificação das atividades de investigação, para a Dissertação, Estágio e Projeto de Intervenção.
5-Acompanhamento tutorial (orientação por um doutorado) do desenvolvimento das atividades: de investigação, Dissertação, de intervenção, Estágio/Relatório e de concretização do Projeto de Intervenção.
6-Elaboração do trabalho escrito final.

Objetivos

Desenvolver o processo de investigação científica nas áreas contempladas no Mestrado e de acordo com a escolha do trabalho final: Dissertação, Estágio e Projeto de Intervenção.
Articular a matriz teórica e a empiria de acordo com o objeto definido em qualquer dos modelos escolhidos (Dissertação, Estágio, Projeto Intervenção).
Planificar as várias etapas do trabalho final.
Saber concretizar a investigação e (ou) intervenção.
Apresentar o trabalho científico final de acordo com o Regulamento da Universidade e do respetivo Mestrado.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Os conhecimentos, aptidões e competências a desenvolver pelos mestrandos, partem da revisão/reflexão de conhecimentos já adquiridos durante o curriculo do mestrado centrando-se no aprofundamento das questões relativas ao desenvolvimento e concretização do trabalho final. Há assim, uma aquisição de competências específicas relacionadas com o trabalho individual final, mas também competências mais alargadas alcançadas em encontros e eventos comuns proporcionadas a todos pelo mestrado.
Os mestrandos deverão ser capazes de desenvolver a investigação para a dissertação, Estágio e Projeto de Intervenção com acompanhamento do orientador.

Metodologias de ensino e avaliação

O programa de dissertação inclui orientações destinadas a motivar, esclarecer, clarificar e aprofundar os temas relacionados com a Dissertação, Estágio ou Projeto de Intervenção.
As metodologias assentam em reflexões conjuntas, orientador e mestrando, com orientação dos percursos de investigação, das metodologias, revisão de textos escritos pelo mestrando, discussão de resultados, orientação personalizada quanto a particularidades de cada trabalho final.
A avaliação resulta no trabalho final com parecer sobre a Dissertação, Relatório de Estágio ou Projeto de Intervenção dado pelo orientador dirigido ao Conselho Científico do Mestrado.

Bibliografia principal

Autès, Michel (1999). Les Paradoxes du travail social. Paris: Dunod.
Coutinho, Clara (2011). Metodologia de Investigação em Ciências Sociais e Humanas. Coimbra: Almedina.
Ferrando, Manuel Garcia et al. (Org.) (2003). El Análisis de la Realidade Social: Métodos y Técnicas de Investigacíon, 3.ª ed. Madrid: Alianza.
Fitoussi, Jea-Paul e Rosanvallon, Pierre (1997). A Nova Era das Desigualdades. Oeiras: Celta.
Fortin, Marie. (2009). Fundamentos e Etapas no Processo de Investigação. Loures: Lusodidática.
Herrero, G. e Navarro, J. (2002). Diseño y evaluación de Proyetos sociales. Zaragoza: Certeza.
Rubio, M. e Varas, J. (2004). El Análisis de la Realidade en laIntervención Social – Métodos y técnicas de investigación. Madrid: CCS.
Silva, M. (2008). Pesquisa Avaliativa – aspectos teórico-metodológicos. São Paulo: Veras.
Moreira, Carlos (2007). Teorias e práticas de investigação. Lisboa: ISCSP.
Stiglitz, Joseph (2013). O Preço da Desigualdade. Lisboa: Bertrand.