Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Seminário Temático IV

Curso

Serviço Social e Política Social

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 6

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

162 | 24

Código

ULHT464-16652

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

O conteúdo programático desta disciplina desenvolve-se no quadro dos seguintes módulos:
- Conceito, características e pressupostos da Economia Social
- Formas organizativas e missão das organizações da economia social
- Estratégias de gestão de organizações da economia social
- Recursos humanos nas organizações da economia social
- A comunicação organizacional e o marketing nas organizações da economia social
- Eficácia e eficiência das organizações da economia social
- As novas tendências da Economia Social face aos desafios do Mundo actual





Objetivos

A presente disciplina, em termos gerais, visa essencialmente preparar os futuros mestres para uma intervenção mais especializada e eficaz no domínio da organização e gestão das actividades e organizações que se enquadram no conceito de economia social. Mais concretamente, pretende-se que os estudantes adquiram conhecimento e competências em termos de:
-De análise e discussão sobre o conceito de economia social e sua evolução assim como do seu papel no desenvolvimento social em geral;
- De análise, discussão e compreensão das formas organizativas de economia social, os seus pressupostos, e características;
- De análise, discussão e compreensão das estratégias de gestão das organizações da economia social;
- De análise, discussão e compreensão da avaliação de processos e missão institucional da gestão da economia social.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

O mestrando ficará habilitado com as seguintes competências:
1.Capacidade de compreender o conceito de economia social e solidária e sua evolução assim como do seu papel no desenvolvimento social em geral;
2.Capacidade de analisar as formas organizativas de economia social e solidária, os seus pressupostos, e características;
3.Capacidade de analisar, compreender e intervir nas estratégias de gestão das organizações da economia social e solidária;
4.Capacidade de analisar, compreender e implementar processos e estratégias de avaliação da eficácia e eficiência da actividade das organizações da economia social e solidária;
5.Capacidade de analisar, compreender e promover a missão institucional das organizações da economia social e solidária.Em suma, o(a) mestrando(a) ficará habilitado(a) a estudar e reflectir sobre a problemática do papel da economia social no Desenvolvimento e a delinear, planear e intervir em projectos que se inscrevam no quadro deste tipo de actividade e sector

Metodologias de ensino e avaliação

A avaliação da aprendizagem será feita com base em três aspectos: (1) Participação nas sessões; (2) Conhecimentos adquiridos; (3) Competências adquiridas.
A participação, avaliada com base na presença e participação activa durante as sessões, terá o peso de 15% na avaliação final. A assiduidade é um indicador do grau de participação dos estudantes pelo que se solicita o máximo de empenho de todos os envolvidos na formação. Cada estudante deverá participar em pelo menos 70% do tempo destinado a cada módulo.Os conhecimentos adquiridos serão avaliados com base na elaboração, apresentação e discussão individual de um texto (position paper) veiculando a posição do estudante face a determinada questão ou aspecto relativo à problemática Organização e Gestão da economia Social.As competências adquiridas serão avaliadas através da elaboração e apresentação de uma análise crítica da(s) política(s) relacionadas com a Economia Social seguida em Portugal.

Bibliografia principal

ANIMAR (2014). VEZ E VOZ. Nº 4 (3ª Série), Junho 2014. Vialonga: Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Local.
ALCOLEA-BURETH, A-M. (2004). Practiques et Théories de l´Économie Solidaire. Paris: L´Harmattan
ARCHAMBAULT, E. (1996). Le secteur sans but lucratif en France. Paris: Economica,.
EVERS, A. (2000). Les dimensions sociopolitiques du tiers secteur - Les contributions européennes sur la protection sociale et l économies plurielles. Revue Sociologie du Travail, Paris, n.4, v.42, oct./dec.
FRANÇA, G. (2001). Sociétés en mutation et nouvelles formes de solidarité: le phénomène de l´économie solidaire en question l´expérience des régies de quartier au carrefour de logiques diverses. Tese (Doutorado em Sociologia) - Université Paris VII
GARRIDO, A. (2016). Cooperação e Solidariedade. Uma História da Economia Social. Lisboa : Edições Tinta-da-Cina, Ldª.
SÁ, J. (2015). Capital Social, Economia Social e Qualidade da Democracia em Portugal. Lisboa: Campo da Comunicação.