Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Teoria do Serviço Social

Curso

Serviço Social e Política Social

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 4

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

108 | 24

Código

ULHT464-16650

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

A complexidade dos problemas sociais e os novos desafios para o Serviço Social. ~
Enfoques paradigmáticos e referenciais teóricos e metodológicos do e para o Serviço Social
Empreendedorismo Social e desafios para a sociedade civil e terceiro sector
O Modelo de Intervenção Generalista e as abordagens multiníveis.
As Metodologias de Acompanhamento Social. Do diagnóstico familiar ao diagnóstico territorial. A matriz de intervenção intercultural e a metodologia PEEPI.
A intervenção comunitária, as parcerias e a intervenção em rede. Os desafios das metodologias participativas a nível local.

Objetivos

Situar as grandes questões e debates contemporâneos em torno da investigação e produção do conhecimento disciplinar e profissional em Serviço Social. Situar e caracterizar os problemas sociais e identificar instrumentos e estratégias de intervenção social, no âmbito dos dispositivos de inserção e dos processos de ativação de políticas sociais públicas territorializadas.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Desenvolver a capacidade reflexiva na análise de problemas sociais. Identificar referenciais teóricos e metodológicos que permitam operacionalizar diferentes modelos de intervenção social. Construir um referencial teórico e metodológico para uma intervenção social contextualizada. Perceber as implicações das escolhas éticas, teóricas e metodológicas para a intervenção social com indivíduos, famílias, grupos e comunidades.

Metodologias de ensino e avaliação

O seminário está organizado em seis módulos temáticos que integram os referenciais teóricos e uma aplicação práctica. Envolve o recurso a diferentes metodologias: exposições pelo docente e discentes (com programação prévia), apresentações de experiências, comentários de textos, análise de casos e debate.
O seminário é presencial e propõe-se a articular com o trabalho autónomo dos mestrandos para a dissertação, no sentido de estimular e focalizar os seus interesses de pesquisa, orientação do estudo e auto-aprendizagem, prevendo atividades de debate e questionamento em cada uma das sessões.
O nível de conhecimentos dos mestrandos é avaliado com fundamento na participação dos trabalhos em Seminário e através da execução de uma dissertação escrita (25 a 30 páginas).O trabalho individual combina a dimensão teórica e a operativa. Compreende a identificação de um problema social e a sua problematização com fundamento em referenciais teóricos e metodológicos próprios do Serviço Social.

Bibliografia principal

Asham, Karen and Grafton, Hull, 2010, ¿Introducing Generalist Practice, The generalist intervention model¿, USA, Books/Cole (pp. 3-47)
Martínez, Maria José Martínez, 2005, Modelos Teóricos del Trabajo Social, Múrcia, Diego Marín Librero Editor
Mouro, Helena, 2009, Modernização do Serviço Social, Da sociedade Industrial à sociedade de risco, Coimbra, Almedina
Viscaret, Juan, Jesus, 2009, Modelos y métodos de intervención en Trabajo Social, Madrid, Alianza
Vieira, Isabel, 2015, A Participação, um paradigma de intervenção social, Lisboa, Universidade Católica Editora