Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Planeamento Regional e Urbano

Curso

Turismo (M)

Grau|Semestres|ECTS

Mestrado | Semestral | 7

Ano | Tipo de unidade curricular | Lingua

1 |Obrigatório |Português

Total de horas de Trabalho | Tempo de Contacto (horas)

180 | 40

Código

ULHT487-2-2368

Disciplinas complementares recomendadas

Não aplicável

Pré-requisitos e co-requisitos

Não aplicável

Precedências

Não

Estágio profissional

Não

Conteúdos Programáticos

1. O planeamento regional e urbano e o turismo em Portugal
1.1. Principais conceitos e modelos de planeamento territorial
1.2. Introdução às teorias e métodos de planeamento
1.3. As orientações da União Europeia
2. As políticas em Portugal e os seus instrumentos de aplicação. O apoio ao planeamento.
2.1. Os vários instrumentos de planeamento e gestão do território. Sua caracterização.
3. O planeamento do turismo no território
3.1. O planeamento de núcleos e complexos turísticos. Sua caracterização e hierarquia.
3.2. O planeamento do turismo urbano ¿ equipamentos, circuitos, animação, eventos, estrutura de acessos e mobilidade.
4. A oferta turística portuguesa nas suas principais regiões
4.1. O planeamento e a utilização dos seus recursos turísticos
4.2. Alguns casos situados nas grandes áreas turísticas

Objetivos

1. Promover a compreensão de modelos, meios e dinâmicas da intervenção no território
2. Assegurar a obtenção de conhecimentos sobre a forma e características da distribuição do turismo no território, a formação das grandes áreas turísticas, a localização dos empreendimentos e a vocação dos lugares.
3. Evidenciar os grandes princípios e objectivos que orientam essa distribuição, destacando o que se prende com a sustentabilidade e outras metas, quer a nível europeu, quer nacional.
4. Assegurar o domínio dos princípios básicos e técnicos contidos no Sistema de Gestão Territorial e demais normativos aplicáveis ao planeamento regional e urbano. Exemplos.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

1. Uma perspectiva alargada sobre as formas de intervenção no território e nas cidades e sobre o papel a atribuir ao turismo ¿ objectivos, enquadramento socioeconómico e ambiental, limitações decorrentes dos normativos em vigor.
2. Capacidade crítica para participação na análise e avaliação de forma fundamentada das melhores soluções no território para os vários tipos de equipamentos, ocupações ou destinos turísticos, quer a nível de projectos, quer quanto a formas de intervenção em casos existentes a requalificar.

Metodologias de ensino e avaliação

Nesta unidade curricular, é adoptada uma metodologia com base na integração teórica da leitura crítica de bibliografia essencial e dos exercícios práticos que são partes do trabalho final. No final, os alunos tratam um destino turístico e aplicam os conhecimentos de planeamento urbano e territorial. A metodologia corresponde à subministração de matéria relacionada com o planeamento territorial de produtos e destinos turísticos. Os trabalhos serão entregues, em formato PDF, até ao dia e hora marcados pelo docente. A escolha dos temas e da estrutura do trabalho será objecto de debate, entre o docente e o grupo de trabalho. Nesta unidade curricular, são adoptados os seguintes elementos de avaliação, com as seguintes ponderações:

Elementos de Avaliação Ponderação na nota final Obrigatório
Assiduidade - X
Conjunto de recensões individuais 50% X
Trabalho final individual 50% X
TOTAL 100% X

Bibliografia principal

GUNN, Clare A. (1979), Tourism planning: basics, concepts, cases, Routledge, Nova Iorque [Biblioteca Victor de Sá: T/208-BC]
COSTA, Carlos M.M. (2003), Um Paradigma Emergente na Área do Planeamento? Reflexões sobre Questões de Teoria e Prática para a Área do Planeamento em Turismo, SIMÕES, O.; CRISTÓVÃO, A.; CALDAS, C., TERN-Turismo em Espaços Rurais e Naturais, Instituto Politécnico de Coimbra, pp. 189-201
FERRÃO, João (2003), A Emergência de Estratégias Transnacionais de Ordenamento do Território na União Europeia: Reimaginar o Espaço Europeu para Criar Novas Formas de Governança Territorial?, Geolnova, Revista do Departamento de Geografia e Planeamento Regional, n.º 7, pp. 11-37
Ministério das Comunicações, Ordenamento do Território e Ambiente (2006), Programa Nacional da Política de Ordenamento do Território, MCOTA, Lisboa
MENDES, J.L. Ferreira (1994), Metodologia do Planeamento e Ordenamento Turístico, Secretaria de Estado do Comércio e Turismo, Lisboa