Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

O Desporto na formação de pessoas

Workshop apresenta as experiências da Fundação Real Madrid em atividades socioeducativas.

No final de outubro a Universidade Lusófona organizou, através do Programa da Pós-Graduação em Direção Técnica no Futebol, o Workshop: Direção Técnica - Escolas de Futebol: O Case Fundação Real Madrid. Pablo Revenga responsável técnico da Fundação, esteve presente e abordou temas como a importância do desporto na formação de pessoas e a importância do profissional do desporto nessa atividade. Numa sociedade que cada vez mais clama por valores éticos e morais, o técnico justifica a importância do desporto como uma ferramenta de unificação e promoção do bem-estar social: "Durante uma crise de identidade nacional que abalava Espanha em 2010, o povo uniu-se, esquecendo as diferenças, através do desporto quando a nossa seleção ganhou o mundial de futebol".

A Fundação

Com quase 20 anos de atuação, a entidade madrilena, organismo sem fins lucrativos e de administração independente do Clube, conta com 403 projetos sociais, dos quais beneficiam 48 mil pessoas em 72 países através do trabalho de 170 profissionais da área do desporto. Atua através de projetos em parceria com escolas, hospitais, unidades prisionais e centros socioeducativos, onde o "desporto é uma área de escape", "os nossos projetos não têm em consideração raça, cor, credo e características motoras, pois buscamos e formamos pessoas" salienta Pablo.


Em atividades recreativas que envolvem futebol e basquete, as duas modalidades desportivas profissionais do Real Madrid, fomenta-se a formação pessoal dos jovens após as atividades escolares. O relacionamento entre os jovens nas atividades vai além das classes sociais, "temos um projeto dentro de um condomínio, onde criançasde famílias de alto poder aquisitivo interagem com os filhos dos funcionários das casas em partidas de futebol com orientação de um de nossos técnicos. Após o término do projeto inicial eles tornaram-se grandes amigos", ressalta o diretor.

Da inclusão ao conforto

Em ações dentro de unidades prisionais, hospitais, atividades com crianças portadoras de Down e com incapacidades físicas, o caráter humanitário e social tornam-se mais evidentes aos olhos dos profissionais. Pablo ressalta que muitas das vezes o técnico do desporto ultrapassa a função de educador físico e atua como um agregador e formador social. Atuando na ressocialização dos presos, por meio de jogos de futebol. Como também no conforto daquela criança que enfrenta um tratamento clínico intensivo, durante uma atividade recreativa de basquete nos corredores do hospital.

Ações pelo mundo

Os projetos fora de Espanha contam com outras instituições parceiras, "sempre com a supervisão da fundação e a nossa formação social aos profissionais que atuam nos projetos", explica o espanhol. Em Israel, a fundação atua na melhoria do convívio de israelitas e palestinos por meio do futebol, onde crianças das duas nacionalidades interagem umas com as outras de forma saudável. Já na Serra-Leoa, "trabalhamos na socialização por meio do desporto com crianças, evitando que elas, após o turno do colégio, frequentem as guerrilhas e outras organizações criminosas" enfatiza Pablo.

Artur Sebben
Comunicação Institucional
Notícias Lusófona