Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Um torneio de judo e alegria

Um êxito com mais de 200 crianças chamado XI Torneio de Judo Infantil da Lusófona.

Os pequenos judocas, dos 6 aos 13 anos, acompanhados de família e amigos, invadiram o pavilhão polidesportivo da Universidade Lusófona, a 14 e 15 de maio, para participarem no XI Torneio de Judo Infantil. Numa idade em que tanto se aprecia a brincadeira, o judo ensina disciplina, concentração e favorece o desenvolvimento interpessoal.

Inês Rosa vive este desporto desde os 4 anos. Foi atleta profissional e hoje, aos 31 anos, ajuda o pai, o medalhado judoca Rui Rosa, que foi treinador de Telma Monteiro e selecionador nacional de judo feminino, a organizar o torneio.


As provas com mais de 200 atletas realizaram-se segundo o Sistema Poules. Consiste em organizar todas as crianças de mesma idade em grupos separados, reunindo em equipas aquelas que têm o mesmo peso. Cada atleta compete uma vez contra cadaoponente do seu grupo. "São muito pequeninos, optamos assim porque é uma oportunidade de todos jogarem mais vezes" explica Inês Rosa. A duração da partidareduz-se a dois minutos.

A evolução no judo traduz-se na alteração da cor da faixa que segura o Kimono e vai do branco ao preto. Alguns dos participantes no torneio exibiam faixas de duas cores. Segundo Inês Rosa, esta prática foi implementada como forma de incentivar os pequenos atletas.


"As trocas de faixas geralmente são de dois em dois anos", explica. Quando uma criança já utilizou [por exemplo] uma faixa de cor amarela durante um ano, oferece-se uma laranja, para que utilize as duas juntamente". Desta forma os judocas ganham motivação enquanto aguardam a conquista da próxima faixa oficial.

Experiência de campeão

João Crisóstomo, campeão nacional na categoria 66 kg e atleta da Universidade Lusófona, também acompanhou o torneio. Contou ao Notícias Lusófona a sua experiência em competições semelhantes. Para o atleta, neste tipo de iniciativas, "é possível que se descubra talentos, mas o foco é o crescimento pessoal das crianças".


No fim da competição, organizada pelo Clube de Judo da Lusófona, todos os participantes foram premiados. "O nosso intuito é ensiná-los que o mais importante não é ganhar a competição, mas sim participar", diz Inês Rosa. E a alegria com que todos os atletas receberem as medalhas mostra que este objetivo foi alcançado.

Com Mário Rosa no coração

Apesar do êxito do XI Torneio de Judo Infantil, sentiu-se a ausência do treinador Mário Rosa, um dos impulsionadores desta competição, que se encontra doente. "Felicitamos todos os dirigentes, treinadores e atletas envolvidos no sucesso da organização e prestamos a nossa homenagem ao Mário Rosa, pessoa incontornável na organização dos anteriores torneios e que, pela primeira vez, não pôde dar o seu contributo", sublinhou Jorge Proença, diretor da Faculdade de Educação Física e Desporto da Lusófona.


Foi com Mário Rosa no coração que se fechou o balanço de mais um torneio em que a energia contagiante dos pequenos atletas reinou.

Jessi Martins
Notícias Lusófona

Veja mais fotos do XI Torneio de Judo Infantil.