Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Pós-Graduação em Comunicação Inclusiva em Intervenção Precoce na Infância

Escola de Comunicação, Arquitetura, Artes e Tecnologias da Informação

Apresentação do Curso

Estudar e aprofundar em aula e na elaboração do projeto final e/ou de Projetos de Investigação e Desenvolvimento, a desenvolver na própria Pós-Graduação ou em colaboração com outras áreas científicas congéneres e afins, nacionais e estrangeiras, designadamente:
1. As complexas problemáticas comunicacionais e sociocomunicacionais das crianças com problemas sensoriocognitivos e sociocognitivos, neuromotores, patologias neurogénicas da comunicação e outros, com base em metodologias estratégicas de intervenção precoce, que viabilizem a comunicação recíproca mediante o recurso à comunicação aumentativa e alternativa, tecnologias e produtos de apoio e meios humanos auxiliares de comunicação, visando a progressiva e natural instauração da educomunicação inclusiva;
2. Os principais conteúdos programáticos com enfoque científico nas problemáticas complexas da comunicação e da educação inclusivas em Intervenção Precoce na Infância, bem como nas suas implicações na vida familiar, escolar e social das crianças com deficiência e/ou em situação de risco de a vir a adquirir;
3. Uma aprofundada intercompreensão sobre os conceitos e práticas educomunicacionais interventivas aplicáveis nas diversas tipologias da deficiência;
4. Formas de abordagem científica e de boas práticas inclusivas, numa perspetiva de sensibilização das famílias, profissionais e investigadores, das instituições, dos media, do Estado e da sociedade para a vital importância do processo inclusivo do desenvolvimento multissensorial e sociocognitivo, de relacionamento e interação das crianças com deficiência e/ou em risco;
5. Metodologias e estratégias interventivas para a necessária consensualidade educomunicacional na realização de uma aprofundada reflexão e implícita atuação e desempenho na estruturação de metodologias e estratégias sociocomunicacionais e sócio educativas para a Intervenção Precoce na Infância, promotoras de competências pessoais e sociais, que fomentem a natural inclusão.

ECTS

28 ECTS

Direção do Curso

Augusto Deodato Guerreiro

Secretariado

Sónia Luís

Condições de Ingresso

Possuidores de um primeiro Ciclo.

Requisitos de Graduação

Ter concluído um total de 28 ECTS

Destinatários

. Profissionais de comunicação e educação inclusivas;
. Técnicos de Intervenção Precoce na Infância;
. Professores de educação especial;
. Educadores de infância;
. Técnicos de reabilitação;
. Terapeutas da fala;
. Terapeutas ocupacionais;
. Psicólogos;
. Enfermeiros;
. Fisioterapeutas; .
Osteopatas e outros Técnicos de saúde e de intervenção social.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Formar Profissionais nas áreas da comunicação e da educação, da educação pré-escolar, da saúde, da reabilitação e da ação social, habilitando-os com as adequadas capacidades e competências pessoais e sociais para:
- Lidar proficientemente com as complexas problemáticas comunicacionais e sociocomunicacionais das crianças com problemas sensoriocognitivos e sociocognitivos, neuromotores, patologias neurogénicas da comunicação e outros, com base em metodologias estratégicas de intervenção precoce, que viabilizem a comunicação recíproca mediante o recurso à comunicação aumentativa e alternativa, tecnologias e produtos de apoio e meios humanos auxiliares de comunicação, visando a progressiva e natural instauração da educomunicação inclusiva;
- Aplicar os conhecimentos científicos adquiridos nas complexidades comunicacionais e educacionais inclusivas em Intervenção Precoce na Infância, bem assim nas suas implicações na vida familiar, escolar e social das crianças com deficiência e/ou em risco de a vir a adquirir;
- Desenvolver uma aprofundada e partilhada intercompreensão sobre os conceitos e práticas educomunicacionais e interrelacionais, aplicáveis nas diversas tipologias da deficiência e alterações do desenvolvimento nos primeiros anos de vida;
- Investigar e desenvolver formas de abordagem científica e de boas práticas inclusivas, visando a sensibilização e o envolvimento das famílias, de profissionais e investigadores, dos estabelecimentos escolares e instituições, dos media, do Estado e da sociedade civil para a vital importância do processo inclusivo do desenvolvimento da suplência multissensorial e sociocognitiva, do relacionamento e interação das crianças com deficiência e/ou em risco;
- Dominar e aplicar as adequadas metodologias e estratégias para a utilidade e aplicação dos diferentes sistemas comunicacionais específicos e processos educomunicacionais e interrelacionais inclusivos em Intervenção Precoce na Infância;
- Estudar, desenvolver e implementar processos interventivos para o estabelecimento da necessária consensualidade educomunicacional na realização de uma aprofundada e continuada reflexão e implícito desempenho na estruturação de metodologias e estratégias sociocomunicacionais e sócio educativas para a Intervenção Precoce na Infância, ao mesmo tempo fomentando a natural inclusão e qualidade de vida das crianças com necessidades especiais e/ou em situação de risco e respetivas famílias, numa perspetiva preventiva, habilitativa e reabilitativa, envolvendo uma organização e gestão inclusiva de serviços.

Horas de Contacto

220

Plano de Estudos

Valores

Valor de Candidatura 30 €
Matrícula e Inscrição175 €
Seguro Escolar40 €
Propina Mensal 220 €
Número de prestações mensais 8
Propina Total 1760 €

A este ciclo de estudos/programa de formação aplicam-se as tabelas de emolumentos em vigor na Universidade Lusófona para o presente ano letivo