Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Apresentação do Curso

O mestrado (2º Ciclo) em Engenharia do Ambiente da ULHT distingue-se pela sua forte componente laboratorial e de projeto de engenharia; pela extensa rede de parcerias que possui, envolvendo mais de duas dezenas de empresas e organizações públicas e privadas; pela atenção que dá às áreas de especialidade de engenharia sanitária e geotecnia ambiental, e pelo funcionamento em regime pós-laboral. Seguindo os mais elevados padrões internacionais de ensino pós-graduado neste domínio da engenharia, as disciplinas que integram o seu plano de estudos são asseguradas por docentes/investigadores com reconhecidas competências académicas e profissionais na área, na sua maioria doutorados e com vasta experiência em projetos de I&D internacionais de alto nível na área da engenharia e das ciências do ambiente. A gestão do ciclo urbano da água, a manutenção e reabilitação de redes e sistemas de saneamento, a caracterização e o tratamento de águas e efluentes, a recolha e o tratamento de resíduos urbanos e industriais, a energia e a sustentabilidade energética, a caracterização da qualidade do ar (interior e exterior), o tratamento de efluentes gasosos, a caracterização e remediação de solos e a

Razões para frequentar este curso

  • Formação avançada em regime pós-laboral, centrada nos domínios clássicos da Engenharia do Ambiente (águas, resíduos, solos, energia & atmosfera), com forte ligação ao mundo empresarial e às instituições de I&D, distinguindo-se de formações congéneres pela sua penetração tecnológica e pela elevada carga lectiva experimental e laboratorial.
  • Reconhecimento profissional. Os titulares do grau de Mestre em Engenharia do Ambiente que também possuam um 1º Ciclo de Estudos nesta área da Engenharia, poderão increver-se na Ordem dos Engenheiros, passando a poder usar o título profissional de engenheiro, e exercer os actos de Engenharia legalmente previstos para os Engenharos do Ambiente.
  • Reconhecimento internacional.Para além do reconhecimento obtido através da Ordem dos Engenheiros junto da FEANI - Federação Europeia das Associações Nacionais de Engenharia, o Mestrado em Engenharia do Ambiente da ULHT é reconhecido em países lusófonos de elevada empregabilidade nesta área da Engenharia, como é o caso do Brasil, Angola e Moçamb.
  • Curso de futuro. Os maiores desafios das gerações presentes e futuras apelam ao contributo da Engenharia Ambiental. A gestão sustentável dos recursos naturais e da energia, e a procura de soluções viáveis para os atuais problemas do desenvolvimento são apenas alguns exemplos de tais desafios.
  • Poder beneficiar dos vários acordos e protocolos estabelecidos entre a ULHT e diversas empresas e instituições nacionais e internacionaisb (caso da Univ. da Califórnia, Berkeley), em termos de realização de estágios profissionais avançados ou de participação em equipas de projecto nacionais e internacionais de I&D nesta área da Engenharia.
  • Corpo docente e de investigação que alia elevadas competências técnicas e científicas, reconhecidas pela comunidade académica e empresarial, com fortes competências profissionais, factor essencial para adequar o ensino às atuais exigências das empresas e das legislações.

Despacho do curso

Despacho nº 9288-BE/2007, de 21 de maio, alterado pelo Despacho nº 5697/2012, de 27 de abril

Estado de acreditação pela A3ES

Acreditado

Data da publicação

31/07/2012

Deliberação da A3ES

Grau ou Diploma conferido | Duração | ECTS

Mestre |4 Semestres |120 ECTS

Direção do Curso

Prof. Doutor Luis Alves

Secretariado

Manuela Duarte

Condições de Ingresso

Podem candidatar-se ao ciclo de estudos conducente ao grau de mestre:
a) titulares de grau de licenciado ou equivalente legal;
b) titulares de um grau académico estrangeiro conferido na sequência de um 1º ciclo de estudos organizado de acordo com os princípios do processo de Bolonha por um Estado aderente a esse processo;
c) titulares de um grau académico superior estrangeiro que seja reconhecido como satisfazendo os objetivos do grau de licenciado pelo órgão estatutariamente competente;
d) detentores de currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido pelo órgão estatutariamente competente da ULHT como atestando capacidade para realizar este ciclo de estudos.

Requisitos de Graduação

Ter concluido um total de 120 ECTS

Objetivos

As atividades dos engenheiros do ambiente estendem-se atualmente às mais diversas áreas e domínios de interesse social, desde a política à tecnologia, passando pela economia e pela gestão. São seguramente muito poucos os setores ou domínios específicos de atividade económica que atualmente descuram o contributo positivo da Engenharia do Ambiente para o seu progresso e desenvolvimento.
Pretende-se com este mestrado criar quadros superiores especializados, dotando-os de competências técnicas e científicas específicas para atuarem aos diferentes níveis e contextos nos domínios clássicos da engenharia do ambiente, nas empresas, no Estado nas autarquias, e nas organizações de cariz internacional ou regional, como é o caso da União Europeia, da Agência Europeia do Ambiente ou da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP).
São hoje, de facto, raras as instituições sociais e do mundo económico onde não é notada a presença dos engenheiros do ambiente.

Destinatários

Destinado à formação de Engenheiros nos domínios clássicos do Ambiente (águas, resíduos, solos, energia e atmosfera, com forte ligação ao mundo Empresarial).

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Este ciclo de estudos visa proporcionar, numa perspetiva científica e técnica, uma sólida formação que garanta aos futuros mestres em Engenharia do Ambiente competências adequadas para projetar, desenvolver, fiscalizar, coordenar e controlar programas e processos de gestão e avaliação ambiental, de natureza pública ou privada.
Tais competências, devidamente enquadradas por uma visão abrangente e integrada do desenvolvimento e pelo método científico de análise do ciclo de vida dos produtos e serviços, incluem metodologias de trabalho e de tomada de decisão inovadoras aplicadas à resolução de problemas ambientais; capacidade de organizar equipas de forma construtiva e participada, e capacidade de análise crítica e de autoaprendizagem.

As competências específicas a desenvolver pelos alunos ao longo deste ciclo de estudos incluem: a aplicação de técnicas analíticas na monitorização de poluentes ambientais; o desenvolvimento de produtos e processos eco-compatíveis; a identificação de processos físico-químicos resultantes de situações de stress ambiental ou ecológico; a avaliação, minimização e monitorização dos aspetos e impactes ambientais das atividades económicas e das tecnologias, nomeadamente em termos de eco-eficiência e eficiência energética; a aquisição de qualificações para efetuar avaliação e gestão ambiental, projeto e gestão do abastecimento de água, do saneamento de águas residuais, de resíduos, de ecossistemas e promoção do património natural, de recursos hídricos, da qualidade do ar e do ambiente sonoro, dos solos e ordenamento do território. Pretende-se ainda induzir nos estudantes competências que lhes permitam desenvolver e participar em processos de investigação, nomeadamente através da conceção de projetos, recorrendo à escolha de unidades de observação, sua avaliação, métodos de recolha de dados e sua análise; bem como intervir no meio empresarial com capacidades para inovarem, empreenderem novos negócios e atividades, tanto em contextos nacionais como internacionais.

Equipamentos e Instalações

A Universidade Lusófona dispõe das estruturas adequadas ao desenvolvimento dos estudos, contando com uma a biblioteca especializada cujo horário cobre, integralmente e sem interrupções o horário de funcionamento do curso e acesso a base de dados, nomeadamente na área da biotecnologia.

Os laboratórios próprios da Universidade Lusófona dispõem dos equipamentos, estruturas e recursos humanos e materiais indispensáveis para a adequada realização do Mestrado proposto. As aulas laboratoriais serão ministradas nos laboratórios existentes. As atividades laboratoriais são separadas em laboratórios distintos com valências e características diferentes. As instalações compreendem: Laboratórios claramente vocacionado para a área de Química, no qual se realizam trabalhos no âmbito das disciplinas desta área, não envolvendo qualquer material biológico. Laboratórios vocacionados para Ciências Biológicas e Bioengenharias, no qual se realizam trabalhos envolvendo material biológico, à escala de bancada, salientando-se ainda a existência de uma pequena instalação piloto para o fabrico de cerveja.

Estudos Futuros

Este 2º Ciclo destina-se todos os investigadores e/ou docentes que pretendam vir a encetar um percurso académico tornando-se Mestres dentro do campo das Ciências Naturais e Biológicas. Em termos práticos, o aluno pode evoluir posteriormente para um curso de Doutoramento (3º Ciclo).

Saídas Profissionais

Um aluno que termine este 2º Ciclo está habilitado a desenvolver trabalhos nas seguintes áreas:
- Planeamento, gestão e coordenação;
- Auditoria e consultoria;
- Modelação e gestão de recursos naturais;
- Planeamento e ordenamento do território;
- Proteção civil;
- Comércio e indústria.
Em:
- Estabelecimentos de ensino e institutos de investigação públicos e privados;
- Empresas públicas e privadas;
- Autarquias

Investigação

Trabalhos de Investigação para elaboração de artigos científicos e dissertações em diferentes vertentes da área do Ambiente, elaborados pelos Mestrandos com supervisão cientifica dos docentes do Curso.

Observações

Nt

Docentes Convidados

Adelino Manuel Da Silva Soares
Ágata Sofia de Carvalho Marques Alveirinho Dias
Ana Teresa Dos Santos Baptista Chinita
Anabela Gonçalves Cruces
António Henrique Gomes De Almeida
Eduardo António Reis Rosado Paralta
Fernando Jorge Gomes Da Costa
Fernando Pinto Da Silva Santos
Henrique Manuel Da Mota Dos Santos Coelho
Manuel José Simões Loureiro
Mário José Nascimento Bastos
Maria Da Graça Pereira Gonçalves
Valdemar José Correia Barbosa Rodrigues

Áreas Científicas

Protecção do ambiente | Ciências físicas | Engenharia e técnicas afins

Ligações

Plano de Estudos

Despacho nº 9288-BE/2007, de 21 de maio, alterado pelo Despacho nº 5697/2012, de 27 de abril
1.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Desenvolvimento Sustentável e Gestão da Energia1º Semestre5
Deteção Remota e Complementos de SIG1º Semestre5
Geotecnia Ambiental1º Semestre5
Recolha e Tratamento de Resíduos Urbanos e Setoriais1º Semestre5
Seminário de Integração em Engenharia do Ambiente1º Semestre5
Sistemas de Gestão e Auditoria Ambiental1º Semestre5
Caracterização e Remediação de Solos e Aquíferos2º Semestre5
Caracterização e Tratamento de Águas e Efluentes2º Semestre5
Controlo e Monitorização da Qualidade do Ar2º Semestre5
Higiene, Segurança e Saúde Ambiental2º Semestre5
Modelação e Análise de Sistemas Ambientais2º Semestre5
Política e Gestão da Água2º Semestre5
2.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Análise Económica e Financeira de Projetos1º Semestre5
Dissertação/Trabalho de Projeto/Estágio - Fase I1º Semestre12
Manutenção e Reabilitação de Redes e Sistemas de Saneamento1º Semestre6
Projeto de Engenharia do Ambiente1º Semestre7
Dissertação/Trabalho de Projeto/Estágio - Fase II2º Semestre30

Corpo Docente

Lista de Professores do Curso, Habilitações e Regime de Tempo
DocenteHabilitações AcadémicasRegime
Adelino Manuel Da Silva SoaresMestradoTempo Integral
Ana Teresa Dos Santos Baptista ChinitaMestradoTempo Integral
António Henrique Gomes De AlmeidaMestradoTempo Parcial
António José Pereira Mendes RoqueMestradoTempo Parcial
Cândida Leonor Pinto RochaDoutoramentoTempo Parcial
Luís Manuel Monteiro AlvesDoutoramentoTempo Parcial
Sandra Maria Marques De Miranda PomboMestradoTempo Integral
Tânia Maria De Azevedo FerreiraDoutoramentoTempo Parcial

Valores

Titulares de curso superior (Grupo Lusófona) 0 €
Titulares de curso superior 110 €
Alunos externos 0 €
Antecipa-te 0 €
Seguro Escolar40 €
Matrícula e Incrição165 €
Valor médio mensal para 30 ECTS para disciplinas semestrais 251,1 €
Valor por ECTS 8,37 €