filmeu

Disciplina Arte, Cultura e Comunicação

  • Apresentação

    Apresentação

    Esta UC discute criticamente os conceitos de cultura na sua relação com a comunicação e as artes. Da definição antropológica de cultura às definições sociológicas do campo cultural como conectado às práticas artísticas (alta e baixa cultura, cultura de massas, cultura em rede), debate-se o lugar destas práticas nas sociedades interconectadas contemporâneas e a força das representações artísticas, tanto na legitimação de narrativas hegemónicas quanto de narrativas contra-hegemónicas. O debate sobre as definições do objeto artístico é trazido para contextualizar o papel crítico que tem sido atribuído às artes contemporâneas. Mobilizam-se, para o efeito, alguns exemplos da crítica feminista e pós-colonial, no âmbito das artes.

  • Conteúdos Programáticos

    Conteúdos Programáticos

    arte I : Questões de cultura e comunicação 

     

    1. Definições de cultura: 
      1. Noção antropológica de cultura
      2. A  “viragem cultural”: Stuart Hall e a escola de Estudos Culturais.
      3. Estudos culturais, linguagem e media.
      4. Noção sociológica de Cultura:  cultivada, popular e de massas; alta e baixa cultura; 
      5. As indústrias da cultura
    2. A Convergência da arte, da cultura e da comunicação:
      1. As transformações da arte pela reprodutibilidade técnica: as reflexões de Walter Benjamin e um estudo de caso sobre fotografia de teatro em Portugal
      2. O ambiente mediático contemporâneo e os novos “museus imaginários”.
      3. O “marketing cultural” no contexto digital.

    Parte II: Questões de arte

     

    1. Definições de arte
    2. Das teorias essencialistas da arte às teorias do funcionamento simbólico da arte
    3. O sistema da arte contemporânea: questões de gestão cultural
    4. As representações de género na arte
    5. Arte e feminismo: A “arte sem história” das mulheres artistas
    6. Repensar a herança colonial: as políticas de reparação na Europa
  • Objetivos

    Objetivos

    • Saber discutir as configurações da noção de cultura
    • Saber identificar o fenómeno artístico como um fenómeno cultural
    • Conhecer alguns aspetos das práticas da gestão cultural e das artes
    • Conhecer algumas estratégias de marketing cultural no ambiente digital
    • Reflectir sobre temáticas emergentes na cultura, nos media e nas artes, nomeadamente, relativa aos estudos de género e estudos pós-coloniais.
  • Metodologias de ensino e avaliação

    Metodologias de ensino e avaliação

    Incentivar práticas de pesquisa na aula geradoras de debate, a partir de tópicos ligados ao programa. Uso de ferramentas do moodle (testes, quizzes, etc.)

  • Bibliografia principal

    Bibliografia principal

    BARRANHA, H., MARTINS, S. S. E PINTO RIBEIRO, A. (Ed.). 2015. Museus sem lugar. Ensaios, Manifestos e diálogos em rede. Lisboa: Edição do IHA, UNL. 

    HALL, S., ed. 2003. Representation: Cultural Representations and Signifying Practices. London, Thousand Oaks and New Delhi: Sage Publications. 

    KOTLER, N. G., KOTLER P. e KOTLER, W. Y.. 2008. Museum Marketing and Strategy. Designing Missions, Building Audiences and Generating Revenue and Resources. San Francisco: Jossey-Bass Edition.

    LIMA DOS SANTOS, M.L., “I. Questionamento à volta de três noções” in MELO, Alexandre (Org.), Arte e Dinheiro, Lisboa, Assírio & Alvim, 1994, pp. 101 - 120. 

    OAKLEY, K.; O’CONNOR, J.(org.) (2015). The Routledge Companion to the Cultural Industries. Oxon and New York, Routledge.

    D’OREY, Carmo (1990). «O que é a arte?» ou «Quando há arte?». Revista Análise, nº 14, Imprensa Nacional Casa da Moeda.

    MELO, Alexandre (2001). As três dimensões do sistema. In: Arte. Lisboa, Editora Quimera,  pp. 29-52.

INSCRIÇÃO AVULSO
Lisboa 2020 Portugal 2020 Small financiado eu 2024 prr 2024 republica portuguesa 2024 Logo UE Financed Provedor do Estudante Livro de reclamaões Elogios