filmeu

Disciplina Direção de Fotografia I

  • Apresentação

    Apresentação

    Uma imagem vale mais que mil palavras! Não esquecer que Cinema, Vídeo, Documentário é imagem em movimento. A imagem é luz. Fotografar é escrever com a luz. Essa mesma luz que é um fenómeno que intriga cientistas há muito tempo, e mesmo hoje em dia não há um consenso sobre sua verdadeira natureza. Os próprios gregos já haviam indagado a seu respeito, chegando a duas conclusões, por vezes conflituantes, que dividiam as opiniões dos estudiosos. Nesta cadeira sem esquecer o lado técnico, o lado pratico o lado da realização e da criação de um ambiente de luminosidade, iremos mergulhar sobre as propriedades e as características da luz, e descobrir o porque reagir de uma forma tecnicamente – perceber o motivo dessa escolha de opções. Justificar o porque da técnica estar ao nosso serviço dessa forma. Iremos então enumerar algumas características da luz, descobertas ao longo destes milénios de estudos sobre a sua natureza.

  • Conteúdos Programáticos

    Conteúdos Programáticos

    Ao longo do semestre haverá exercícios semanais/quinzenais meramente técnicos a incidir fundamentalmente na imagem/ fotografia/ enquadramentos. O conteúdo programático desta disciplina propõe-se a criar uma consciência ao aluno, de que independente dos meios ao dispor, existem sempre diversas maneiras de criar uma ambiência artificial num projeto multimédia.

    Dar a conhecer que a vertente “artística” de um projeto audiovisual tem de ser concebida logo que surge uma ideia e que passo a passo a fotografia tem de ser estudada até obter o resultado pretendido.

    Cenografia: Iluminação pontual (junto com o quadro definido) vai iluminar cirurgicamente o que se pretende mostrar ao espectador. Trabalhar em conjunto com os alunos, a necessidade tomar opções que mantenha a integridade da obra para algo além de um mero quadro, de modo a contribuir para trabalhar a arte que faz com que o cinema se distinga de qualquer outra obra audiovisual.

  • Objetivos

    Objetivos

    Mostrar aos estudantes a extrema importância da fotografia e da iluminação num projeto audiovisual. Entender que qualquer projeto audiovisual tem a luz e a fotografia como aliado. Compreender e articular e a conjugar os vários dispositivos de modo a obter a fotografia adequada ao projeto a desenvolver:

    • Trabalhar vários projetos de diferentes índoles e de texturas diferentes
    • Adequar os projetos desde a pós-produção a masterização final de forma diferente, dependendo do projeto
    • Trabalhar a luz de forma mais “artista”, de forma mais “cénica”, e de forma mais “objetiva e clara”
    • Trabalhar em equipa. Definir funções
    • Trabalhar com Prazos. Estabelecer Cronogramas.
  • Bibliografia principal

    Bibliografia principal

    ADAMS, Ansel (1976) Camera and Lens, New York Graphic Society, Boston,

    CLARKE, Charles G (1999) What is a Director of Photography? American Cinematographer, ASC Press, CA, EUA, 2ª Edição,

    MANNONI, Laurent (2003) A grande arte da luz e da sombra: arqueologia do cinema. São Paulo: Editora SENAC,

    MARTIN, Marcel. (1993) A linguagem cinematográfica. Belo Horizonte: Editora Itatiaia Lda,

    MILLERSON, Gerald. (1991) Lighting for Television and Film. 3 ed. Londres: Library of Congress Cataloguing in Publication Data,

    MOURA, Edgar. (1999) 50 Anos luz, camera e acção. São Paulo: Editora SENAC,

    RYAN, Rod (1993) American Cinematographer Manual, ASC Press, CA, EUA, 7ª Edição,

    SAMUELSON, David, (1986) Motion Picture Camera & Lighting Equipment, Butterworth-Heinemann, EUA, 2nd edition

    SANTOS, Joel (2010) Luz, Exposição, Composição, Equipamento e Dicas para fotografar em Portugal, Editora Centro Atlântico

INSCRIÇÃO AVULSO
Lisboa 2020 Portugal 2020 Small Logo EU small Logo PRR republica 150x50 Logo UE Financed Provedor do Estudante Livro de reclamaões Elogios