Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Apresentação do Curso

A Licenciatura em Engenharia Civil da Lusófona existe desde 1992 e foi a primeira deste género em universidades não estatais em Portugal. O curso está atualmente estruturado de acordo com a Declaração de Bolonha e tem uma duração normal de 3 anos (6 semestres, 180 ECTS). O plano de estudos tem matérias fundamentais da área da Engenharia Civil, de forma a preparar estudantes para trabalharem nas várias áreas de atuação, nomeadamente, na gestão de empreendimentos, projeto, e direção e fiscalização de obras, em sintonia com as boas práticas de proteção do meio ambiente. Os estudantes são confrontados com um sistema de ensino exigente que privilegia a aquisição de competências, com o objetivo de adquirirem capacidade de aprendizagem autónoma e de atuarem dentro da União Europeia ou noutros países a nível mundial, como por exemplo Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, e Timor. O Laboratório de Engenharia Civil, bem como as visitas técnicas a obras novas e em fase de reabilitação, permite aos estudantes completarem os conhecimentos teóricos adquiridos. Os licenciados podem candidatar-se à Ordem dos Engenheiros, de acordo com as regras por esta estabelecidas; após conclusão de um estágio profissional, os licenciados são também reconhecidos e admitidos à Ordem dos Engenheiros Técnicos.

Razões para frequentar este curso

  • Os licenciados podem candidatar-se à Ordem dos Engenheiros, bem como à Ordem dos Engenheiros Técnicos, de acordo com as regras por esta estabelecidas.
  • Os alunos são confrontados com um sistema de ensino que privilegia a aquisição de competências e capacidade de aprendizagem autónoma.
  • As competências e conteúdos são direcionadas às atividades de engenharia ligadas à construção civil e obras públicas, particularmente à gestão e direção da construção, ao projeto e à fiscalização de obras novas e de reabilitação, assegurando uma especial flexibilidade no emprego dentro e fora da União Europeia.
  • O curso está vocacionado para o mercado internacional, no qual o mercado da CPLP assume uma forte expressão.
  • O Laboratório de Engenharia Civil, bem como as visitas técnicas a obras, permite aos estudantes completarem os conhecimentos teóricos.

Despacho do curso

Despacho n.º 3626/2009, de 28 de janeiro, alterado pelo Despacho n.º 13688/2012, de 22 de outubro

Estado de acreditação pela A3ES

Acreditado

Data da publicação

19/07/2013

Deliberação da A3ES

Grau ou Diploma conferido | Duração | ECTS

Licenciado |6 Semestres |180 ECTS

Direção do Curso

Prof. Doutor Elói J. F. Figueiredo

Secretariado

Sara Honrado

Condições de Ingresso

Podem candidatar-se a este ciclo de estudos os que apresentem candidatura através do concurso institucional de acesso e tenham aprovação ao seguinte conjunto de provas de ingresso:

07 Física e Química
16 Matemática

Os candidatos podem ainda ingressar através dos regimes de mudança de par instituição/curso ou através de um Concurso Especial, de acordo com as normas legais em vigor (titulares de curso superior, titulares de Curso de Especialização Tecnológica, titulares de Curso Técnico Superior Profissional ou Maiores de 23 anos).
Podem ainda ingressar os candidatos que reúnam as condições previstas no Estatuto do Estudante Internacional.

Requisitos de Graduação

Ter concluído um total de 180 ECTS

Objetivos

A Licenciatura em Engenharia Civil tem como objetivo formar engenheiros civis flexíveis, autónomos e capazes de atuar em qualquer país da União Europeia e a nível mundial, nas áreas da gestão de empreendimentos, projeto, e direção e fiscalização de obras novas e de reabilitação, em sintonia com as boas práticas de proteção do meio ambiente.

Destinatários

Numa sociedade cada vez mais globalizada, o curso teve em 2012 necessidade de se reformar e de se adaptar à nova realidade. Assim, e sem perder a sua identidade e a excelência da Engenharia Civil portuguesa, o curso procurou direcionar o seu ensino para um mercado global. Sendo a ULHT uma universidade da lusofonia, nos últimos anos têm-se verificado um aumento significativo da presença de alunos dos PALOP (nomeadamente, Angola, Cabo Verde, São Tomé e Príncipe, Guiné-Bissau e Moçambique) e do Brasil. Não obstante, alunos provenientes de países europeus começam também a frequentar o curso. A título de exemplo, no ano letivo 2009/2010, a presença dos alunos internacionais no curso representava um peso de 14,5% no número total de alunos; no ano letivo 2015/16, o peso desses alunos é de 39,2%. Em conclusão, o curso de Engenharia Civil da ULHT é hoje um curso multicultural, um local de troca de ideias e conhecimentos entre alunos nacionais e internacionais, onde reside uma relação direta entre o aluno e o professor. É efetivamente uma escola exportadora do know-how da Engenharia Civil portuguesa, com uma aposta clara na potencialização da capacidade dos alunos em aprender a aprender e na preparação dos mesmos para praticarem atos de engenharia em diversos países.

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

Para além da aprendizagem dos conteúdos programáticos das diversas unidades curriculares, a estruturação do ensino do curso pretende potenciar a capacidade dos alunos em aprender a aprender e preparar os mesmos para praticarem atos de engenharia em diversos países no mundo.

Equipamentos e Instalações

O Laboratório de Engenharia Civil foi inaugurado em 2001 e está situado no campus da ULHT. A missão do laboratório consiste em desenvolver investigação científica e apoiar na lecionação das aulas práticas de diversas unidades curriculares do 1.º e 2.º Ciclos de Estudos do curso de Engenharia Civil, na área das estruturas, mecânica dos solos, hidráulica e materiais de construção. Utilizando recursos humanos especializados e equipamentos, o Laboratório tem atualmente competências para a realização de ensaios de caracterização e avaliação de desempenho de estruturas especiais e laboratoriais, de materiais de construção, de sistemas de construção e de comportamento de obras (por exemplo, aterros). Em particular, na área das estruturas o Laboratório de Engª Civil tem um pórtico metálico para a realização de ensaios de flexão em vigas e equipamento móvel para realização de testes dinâmicos em infraestruturas de engenharia civil. Na área dos materiais de construção, o laboratório possui equipamentos para realização de ensaios correntes com argamassas e betões, bem como equipamentos para ensaios de betões auto compactáveis (BAC).

Estudos Futuros

O Curso de 1º Ciclo de Engenharia Civil permite o prosseguimento de estudos no âmbito do 2º Ciclo, que oferece duas especializações, designadamente, Especialização em Construção e Hidráulica e Especialização em Construção e Estruturas.

Saídas Profissionais

Considerando as competências, as saídas profissionais dos Engenheiros Civis licenciados pela Universidade Lusófona são diversas e tradicionais da Construção, com intervenção direta na conceção, coordenação, fiscalização e gestão, sendo ainda presença fundamental em equipas de trabalho multidisciplinar. A formação obtida permite aos futuros Licenciados e Mestres, quer uma formação abrangente, quer especializada, cujos conhecimentos têm aplicação desde gabinetes de projeto, empresas de construção e em corpo e/ou instituições do Estado e Autarquias, a entidades privadas nacionais ou internacionais, nomeadamente nos países da Comunidade Europeia e da Lusofonia.

Investigação

A investigação científica tem sido realizada em colaboração com diversas instituições, tais como o Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), a Universidade Federal do Pará em Belém (UFPA, Brasil), o Los Alamos National Laboratory (LANL, EUA), o Instituto Superior Técnico (IST, Lisboa) e o Construct Institute of R&D in Structures and Construction. Atualmente há duas grandes linhas de investigação, uma na área das estruturas e outra na área do desenvolvimento de novos materiais. Na área das estruturas, destaque para a manutenção e monitorização de pontes (colaboração com UFPA, LANL e IST); características mecânicas e de aderência das armaduras de aço para betão armado e pré-esforçado; avaliação do comportamento estrutural de paredes de alvenaria; utilização de materiais sustentáveis no reforço estrutural e reabilitação construtiva; e identificação modal e avaliação da vulnerabilidade sísmica de edifícios antigos (colaboração com o LNEC). Na área dos materiais, destaque para o desenvolvimento materiais sustentáveis, nomeadamente através da inclusão de resíduos no betão; e para a caracterização experimental e modelação numérica das propriedades reológicas do betão endurecido.

Áreas Científicas

Construção civil e engenharia civil | Arquitectura e construção | Engenharia e técnicas afins

Plano de Estudos

Despacho n.º 3626/2009, de 28 de janeiro, alterado pelo Despacho n.º 13688/2012, de 22 de outubro
1.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Álgebra ISemestral5
Opção 1Semestral3
Aplicações Informáticas1º Semestre4
Cálculo I1º Semestre5
Desenho Geral1º Semestre4,5
Engenharia Civil1º Semestre3,5
Química1º Semestre5
Arquitetura2º Semestre3
Cálculo II2º Semestre5
Desenho de Construção2º Semestre3
Física I2º Semestre7
Geologia Geral e Aplicada2º Semestre4
Introdução ao Pensamento Contemporâneo2º Semestre3
Topografia e Cartografia2º Semestre5
2.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Cálculo III1º Semestre5
Estática das Estruturas1º Semestre5
Física II1º Semestre7
Hidráulica I1º Semestre4
Probabilidades e Estatística1º Semestre5
Transportes1º Semestre4
Física das Construções2º Semestre5
Hidráulica II2º Semestre5
Investigação Operacional2º Semestre5
Materiais de Construção2º Semestre5
Mecânica dos Solos2º Semestre4,5
Resistência dos Materiais2º Semestre5,5
3.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Análise Estrutural1º Semestre5
Betão Armado1º Semestre5
Gestão da Construção1º Semestre6
Obras Geotécnicas1º Semestre4
Opção 21º Semestre5
Tecnologias da Construção de Edifícios1º Semestre5
Dimensionamento de Estruturas2º Semestre6
Hidrologia e Hidráulica Sanitária2º Semestre4
Infraestruturas Rodoviárias2º Semestre6
Opção 32º Semestre5
Planeamento Regional e Urbano2º Semestre4
Projeto de Edifícios2º Semestre5

Corpo Docente

Lista de Professores do Curso, Habilitações e Regime de Tempo
DocenteHabilitações AcadémicasRegime
Ana Neyra Brandão De VasconcelosDoutoramentoTempo Parcial
Ana Sofia Miranda Da Silva LouroDoutoramentoTempo Parcial
Armando Narciso Da Costa MansoDoutoramentoTempo Parcial
Carlos Alberto Matias RamosLicenciaturaTempo Parcial
Carlos Pedro Pinto Lopes De Almeida RoqueDoutoramentoTempo Integral
Dragos Ionut MoldovanDoutoramentoTempo Parcial
Elói João Faria FigueiredoDoutoramentoTempo Integral
Ercilio Jorge De Andrade Tubarão MendesMestradoTempo Parcial
Felicita Maria Guerreiro PiresDoutoramentoTempo Integral
José Manuel Gil EstevezDoutoramentoTempo Parcial
Manuel Cardoso Furtado MendesDoutoramentoTempo Parcial
Maria Adília Januário CharmierDoutoramentoTempo Integral
Maria Gabriela Moreira Nabais CondeDoutoramentoTempo Parcial
Maria Teresa Fontelas Dos Santos Viseu Sarrico SantosDoutoramentoTempo Parcial
Nuno Miguel De Freitas SilvaDoutoramentoTempo Integral
Paula Cristina Ribeiro VicenteDoutoramentoTempo Integral
Ricardo João Gaio AlvesDoutoramentoTempo Integral
Sandra Maria Marques De Miranda PomboMestradoTempo Integral

Valores

Alunos externos 0 €
Mudança de curso 63 €
Acesso 180 €
Maiores de 23 180 €
Titulares de curso superior 180 €
Matrícula217 €
Seguro Escolar40 €
Inscrição310 €
Valor médio mensal para 30 ECTS para disciplinas semestrais 353,1 €
Valor por ECTS 11,77 €