Contacto WhatsApp 963640100

Universidade Lusófona

Apresentação do Curso

O que é a Biotecnologia? É a aplicação da ciência e tecnologia a organismos vivos ou parte deles, visando a produção de bens e serviços. Na licenciatura em Biotecnologia estudam-se áreas que vão desde a biologia celular e molecular, a bioquímica e a microbiologia às tecnologias de informação, tecnologia química e à engenharia biológica. A Biotecnologia abranje setores industriais e de serviços, em áreas como a agroalimentar, ambiental, farmacêutica, química e medicina. Candidaturas abertas para 2018-19.

O curso de licenciatura em Biotecnologia da Universidade Lusófona de Lisboa pretende formar profissionais numa área atualmente prioritária, a Biotecnologia, a nível nacional e mundial. A Biotecnologia pode ser identificada como a aplicação da ciência e tecnologia a organismos vivos ou parte deles, visando a produção de bens e serviços. É uma área de conhecimento transversal, onde se combinam disciplinas que vão desde a biologia celular e molecular, a bioquímica e a microbiologia às tecnologias de informação, tecnologia química e à engenharia biológica, entre outras. Esta característica única da Biotecnologia assegurou-lhe uma crescente e considerável implementação nos setores industriais e de serviços, abrangendo áreas como a agroalimentar, ambiental, farmacêutica, química e medicina, onde o carater polivalente da Biotecnologia tem sido preponderante a diversos níveis, como sejam o desenvolvimento de tecnologias e métodos, a resolução de problemas e a criação de novos processos amigos do ambiente.

Este curso inovador, liderado por uma equipa de docentes doutorados/investigadores integrados em centros de investigação de excelência, de elevado perfil profissional ministrado na Universidade Lusófona, proporciona de forma harmoniosa formação em ciências fundamentais e aplicadas, complementada com intensa prática laboratorial. O curso pretende desta forma responder às necessidades da indústria e serviços

Despacho do curso

Plano 2018-19 (a aguardar publicação em DR)

Estado de acreditação pela A3ES

Acreditado

Grau ou Diploma conferido | Duração | ECTS

Licenciado | 6 Semestres | 180 ECTS

Direção do Curso

Doutora M. Adília Januário Charmier

Sub-direção de Curso

Doutor Pedro Fernandes

Secretariado

Mestre Susana Morgado

Condições de Ingresso

Podem candidatar-se e ingressar a Licenciatura em Biotecnologia da Universidade Lusófona os alunos provenientes do concurso Nacional de Acesso e que tenham aprovação a uma das seguintes provas de ingresso:

02 Biologia e Geologia ou
07 Física e Química ou
16 Matemática

Os candidatos podem também ingressar através dos regimes de mudança de par instituição/curso ou ainda através um concurso especial de acordo com as normas legais em vigor (titulares de cursos superiores, titulares de CET's, titulares de CTSP, Maiores de 23). Podem ainda ingressar os candidatos que reúnam as condições previstas no Estatuto do Estudante Internacional.

Requisitos de Graduação

Ter concluído um total de 180 ECTS

Objetivos

O curso de licenciatura em Biotecnologia da Universidade Lusófona tem uma forte componente prática e pretende formar profissionais em Biotecnologia, uma área prioritária, a nível nacional e mundial e atualmente com grande procura. A natureza transversal da biotecnologia permite contribuir para o desenvolvimento de tecnologias e processos relevantes nos sectores Agroalimentares, Ambiente, Farmacêutica e Saúde.
O ciclo de estudos visa fornecer aos estudantes conhecimentos de base e de natureza teórica e prática sobre áreas específicas para que possam:
a) posicionar-se com um percurso educativo em domínios tecnológicos multidisciplinares,
b) evidenciar uma abordagem profissional no mercado de trabalho,
c) ganhar capacidade crítica e fundamentar as soluções.

Desta forma poderão:
a) integrar laboratórios de análise e centros de investigação de base tecnológica e contribuir para a integração de novas metodologias, processos ou tecnologias verdes,
b) integrar empresas contribuindo para a inovação tecnológica e expansão ou internacionalização das mesmas,
c) prosseguir para estudos de especialização avançada (pós-Graduações, Mestrados).

Conhecimentos, capacidades e competências a adquirir

O plano de estudos do curso de licenciatura em Biotecnologia contempla 3 anos de uma formação sólida e de qualidade tanto nas bases do domínio das ciências fundamentais como de uma formação laboratorial adequada no domínio das tecnologias biotecnológicas que é cuidadosamente tida em consideração nas diversas unidades curriculares.
O 3º ano para além de permitir a cada aluno a escolha da sua área de especialização permitirá também a integração nas atividades de investigação realizadas pelos docentes investigadores.

Os principais objetivos são:
- Formação em técnicas de Engenharia Genética (manipulação de micro-organismos, células animais e plantas para o estudo de tratamento de doenças). Formação em técnicas atualmente utilizadas na terapia genética.
- Formação na área da imunologia (recolha e processamento de amostras clínicas, bem como realização de técnicas utilizadas no diagnóstico e investigação).
- Desenvolvimento de novos fármacos. Conceptualização de processos de produção de moléculas, compostos e materiais relevantes ancorados em matrizes biológicas.
- Conceptualização de processos de produção de bioenergias, tratamentos químicos e microbiológicos.
- Formação em técnicas de alto desempenho para o rastreio e melhoramento de biocatalisadores.
- Formação em técnicas enzimáticas aplicadas à produção Alimentar tal como a produção de cerveja, na estação piloto da ULHT, e de produtos biológicos.
- Formação em técnicas de extração tradicionais, micro-ondas e supercrítica de plantas na ULHT.

Estudos Futuros

O curso de licenciatura em Biotecnologia da Universidade Lusófona habilita à frequência de um Mestrado (2º ciclos) e de cursos de especialização Pós-graduação.

Saídas Profissionais

Devido à sua formação polivalente e diversificada, o licenciado em Biotecnologia pode enveredar por carreiras em vários domínios:
- Investigação, consultoria e coordenação em Gabinetes de projetos;
- Educação.
- Indústrias: Biotecnológicas, Ambiente (Bioenergias, estações de tratamentos de águas); Agroalimentar; farmacêuticas; cosméticos e afins
- Medicina, saúde, Hospitalar (Laboratórios em Análises Clínicas, Infeções hospitalares);
- Laboratórios em Tecnologias Forenses (PJ); em análises biológicas, químicas, bioquímicas
- Jornalismo em revistas científicas.

Observações

Os Laboratórios de Biologia, Biotecnologia, Bioquímica, microbiologia, genética, química, produtos naturais, possuem equipamentos básicos e avançados que permitem o desenvolvimento de aulas práticas em todas as áreas e disciplinas do curso.
Colaborações com empresas e instituições nacionais e internacionais são uma prioridade na Faculdade de Engenharia como também o incentivo ao intercâmbio e mobilidade dos estudantes e docentes com estágios através do programa Erasmus de mobilidade (University of Edinburgh), Projetos Erasmus KA1 (Asia, Cazaquistão e México), Universidade Al Akhawayn (Ifrane, Marrocos) e Universidade Leopold Senghor (Senegal).
Ademais, alargaram-se as colaborações entre a ULHT e Empresas na Europa, formalizando contratos entre empresas canadianas (EXM Pharmaceutical and Therapeutical Farming), Francesas (VitroBio), em África (Senegal, Congo, Etiópia), em Portugal (Cosméticos Elisa da Câmara, Sociedade Central de Cervejas - Heineken, Herdade do Esporão). Estabeleceram-se protocolos com o laboratório da polícia judiciária; e com centros de investigação de excelência onde os docentes investigadores do curso estão integrados, nomeadamente: Centro de Química Estrutural, CQE (Instituto Superior Técnico ¿ Universidade de Lisboa); Centro de Doenças Crónicas (Faculdade de Ciências Médicas, Universidade Nova de Lisboa); Grupo de Genética Humana (Faculdade de Farmácia, Universidade de Lisboa); e DREAMS (Centre for Interdisciplinary Development and Research on Environment, Applied Management and Space) da ULHT, o que permite a integração de alunos em projetos ou estágios de investigação no âmbito da UC de projeto do plano curricular do curso.

Plano de Estudos

Plano 2018-19 (a aguardar publicação em DR)
1.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Aplicações Informáticas1º Semestre5
Biologia Celular1º Semestre5
Estatística em Biotecnologia1º Semestre5
Fisiologia Vegetal1º Semestre5
Matemática1º Semestre5
Química Orgânica1º Semestre5
Ciência dos Alimentos2º Semestre5
Física Geral2º Semestre5
Introdução à Biotecnologia2º Semestre5
Microbiologia2º Semestre5
Princípios de Bioprocessos2º Semestre5
Química Geral2º Semestre5
2.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Biomateriais1º Semestre5
Bioquímica Geral1º Semestre5
Biotecnologia Alimentar1º Semestre5
Controlo da Qualidade de Bioprodutos1º Semestre5
Genética1º Semestre5
Toxicologia Aplicada1º Semestre5
Métodos Computacionais em Biologia2º Semestre5
Métodos Instrumentais de Análise2º Semestre5
Microbiologia Industrial2º Semestre5
Opção I2º Semestre5
Princípios de Bioreatores2º Semestre5
Química dos Produtos Naturais2º Semestre5
3.º Ano/ Tronco comumSemestre ECTS
Biotecnologia Ambiental1º Semestre5
Biotecnologia Farmacêutica1º Semestre5
Engenharia Genética1º Semestre5
Opção II1º Semestre5
Tecnologia Enzimática1º Semestre5
Tecnologias de Células e Tecidos Animais1º Semestre5
Bioseparações2º Semestre5
Empreendedorismo - Tecnologia e Inovação2º Semestre5
Nanotecnologia2º Semestre5
Opção III2º Semestre5
Projeto2º Semestre5
Tecnologias Forenses2º Semestre5

Valores

Acesso 180 €
Alunos externos 0 €
Estudantes Internacionais 200 €
Estudantes Internacionais 200 €
Maiores de 23 180 €
Mudança de curso 68 €
Titulares de curso médio 180 €
Titulares de curso superior 180 €
Seguro Escolar40 €
Matrícula221 €
Inscrição316 €
Valor médio mensal para 30 ECTS para disciplinas semestrais 360 €
Valor por ECTS 12 €

A este ciclo de estudos/programa de formação aplicam-se as tabelas de emolumentos em vigor na Universidade Lusófona para o presente ano letivo